Ela era jovem, meiga, linda, culta, estudiosa, boa filha, pertencente a uma rica família, enfim, acima de qualquer suspeita. No entanto, vivia solitária, o que levava amigos, parentes e conhecidos a questionar a razão daquela solidão, pois qualidades e atributos não lhe faltavam, e pretendentes também não. Contudo, a realidade dos fatos era outra, ela nunca estava sozinha. Sobre ela pairava uma penumbra de mistério, na verdade, ela levava uma vida dupla. Seu lado obscuro a fazia procurar por amores proibidos, paixões violentas, regadas sempre a muito sexo, luxúria e participação em rituais de magia e missas negras. Seus amantes, em geral, eram encontrados em salas de chat na internet, onde ela se apresentava com o “nick” de “ODALISCA”, pois era exímia dançarina do ventre. Sentia-se atraída por homens maduros. Um alto executivo, que trabalhava em uma das empresas de sua família, caí em suas teias, a princípio sem saber de quem realmente se tratava. Acusado de ser um golpista e tentar alcançar um alto posto usando-a como trampolim, sua carreira desmorona o levando à ruína; sua reputação é atirada na lama. As circunstâncias o fazem refugiar-se em uma plataforma de petróleo, em posição subalterna. Sua chance de reabilitação profissional e recuperação da honra perdida se daria tempos depois, sob condições totalmente adversas, em um campo de petróleo, nas selvas peruanas, onde o destino se encarregaria de fazer um acerto de contas com o passado.

ODALISCA.COM Dançando com o Diabo em uma Noite de Lua Cheia Yuri Belov Borisovych

capa


Todos os direitos reservados
“O conteúdo deste site incluindo , texto, imagens ou elementos de mídia ou vídeo , não poderão ser reproduzidos ou usados sem a prévia autorização do proprietário “